"TeCnOLoGia A SeRviÇo Do KaOs."

quinta-feira, 4 de setembro de 2008


Às vezes nos perguntamos o que devemos ser o que devemos fazer, por isso muitas vezes nos falta atitude de dizer ou mostrar algo no qual nos empenhamos e lutamos, mas na real a onda disso tudo é que precisamos nos unir para que alguma coisa seja feita ao nosso favor e pelo fato de sermos do contra a tudo que o sistema nos impõe isso se torna mais difícil, mas foda – se, se nos unirmos em vez de ficar discriminando a atitude um do outro iremos progredir bem mais na nossa meta de ter o nosso próprio espaço sem depender de ninguém para que isso aconteça, pra muitos esse Zine pode ser apenas palavras desperdiçadas ou então uma busca por algo que alguns que estão ao nosso redor não acreditam que possa prevalecer. Mas para mim isso num é só o inicio de um movimento ou conscientização, mas também é um grito de Liberdade, revolta, desordem e caos para que um dia possamos alcançar e ter uma vida com dignidade, justiça e igualdade para todos. A sociedade deve se pergunta o que esses garotos pensam que estão fazendo? Usando essas roupas rasgadas, sujas, tênis furado, vestidos com camisetas pretas ou não, bebendo iguais uns loucos e algumas outras coisitas a más que eu num preciso declarar por que todos já estão cansados de saber. Ou seja, a sociedade quer sabe o que queremos mudar com a nossa aparência e modo de agir. Eu vou dizer a minha podre opinião sobre o que queremos, ou melhor, vou dizer o que na verdade não queremos, não queremos ser superior a ninguém, mas também não queremos e nem iremos ser inferior, não queremos que nos imponham condições ou hora para estar em algum lugar, não queremos ser julgados por não agirmos conforme suas inúteis leis sociais, não queremos ter medo ao sair de casa e leva uma surra da policia, não queremos ser crucificados ou presos a uma religião que nos impõe suas regras de acordo com os seus sermões de programas de televisão. Mas na real é que não queremos mostrar nada de bonito e legal pra eles, eu num quero estar na moda por que eles também estão na moda, eu num quero enxergar o que eles enxergam, num quero ouvir o que eles ouvem e muito menos agir como eles agem. Somos o retrato perverso da sociedade, somos aquilo o que eles jamais querem ou um dia vão ser de verdade, somos a imagem por trás do espelho no qual eles se arrumam para festejar os seus supostos dias de vitória, somos contra toda essa idiotice de política e religião, somos a favor da liberdade de expressão para que possamos expressar o que estamos sentindo sobre tudo isso sem nenhuma intimidação, somos a favor de protestar contra tudo aquilo que não gostamos seja aqui ou em qualquer outro lugar e em qualquer ocasião de injustiça feita pelos intolerantes que não se conformam de sermos simplesmente o que queremos ser.
PORRA galera só queria dizer que a nossa força esta na nossa união e na nossa disposição de fazer alguma coisa, só pelo fato de estarmos juntos numa noite de sábado qualquer com uma garrafa de vodka na mão já é alguma coisa, mas vamos tenta produzir algo a mais do que vômitos e fumaças maroladas, vamos dizer e fazer vamos levantar e se mover. Eu num digo isso só pra galera do rock n roll, eu digo isso pra todo mundo que pegar esse zine e ter disposição de ler saca, pois não queremos mudança somente para alguns e sim para todos. Como disse no Botinada, o velho Ariel ex – vocalista do Restos de nada, “Para nós tudo, para mim nada”. Nós somos a verdade do mundo, à noite andamos por aí para ver o que resta dessa merda toda, se vocês acham que não gostamos de nada, por que não há mais nada para se gostar. O nosso uivo é o Rock n roll.
gILcÉLiO.

Nenhum comentário: