"TeCnOLoGia A SeRviÇo Do KaOs."

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Death Slam & ROT / Split - (2005)


Porra véi, o que dizer sobre esse Split, que é simplesmente brutal e destruidor, 2 bandas conceituadissimas do grindcore oldschool nacional que até hoje saem por aí berrando e desabafando todo o seu ódio extremo contras as injustiças e as opressões deste mundo. Esse Split contem 16 Faixas, 8 de cada Banda e quem começa a destruição sonora é o Death Slam, o significado do nome da banda é dança da morte, banda formada em Brasilia em 1990 Provavelmente, outra data em que políticos e grandes empresários se reuniam para tramar novos golpes contra a sociedade, nascia, na esquina da QNJ 21, em Taguatinga Norte, mais um grupo de amigos para bradar contra as mazelas do sistema. Gritos de revolta em forma de música bruta, esse era o lema e assim brotaram os primeiros acordes dissonantes da DEATH SLAM. Em meio aos pedidos vociferados por uma sociedade mais justa e igualitária, existiam ainda outros propósitos, como, por exemplo, produzir músicas (?!?) sem apelos comerciais e lutar pela união dos movimentos Banger, Hardcore e Punk, que à época era ainda mais fragmentado.Death-Metal, Hardcore, Grind e Punk foram e sempre serão as influências musicais da DEATH SLAM.
E quem berra na segunda parte do Split é o Rot Banda também formada em 1990 por Mendigo e Marcelo, que, mesmo antes dessa data, já estavam bem ativos no meio underground punk e metal, seja no envolvimento com outras bandas e projetos ou fazendo fanzines, trocando tapes e mantendo contato com pessoas ao redor do mundo. O caráter da banda desenvolveu-se a partir desse forte envolvimento com o underground de um modo geral, embora o ROT dificilmente possa ser enquadrado dentro dos padrões do metal ou do punk. Ao longo desses anos todos muita coisa aconteceu conosco: conseguimos lançar e distribuir nosso material de maneira honesta e independente,tocamos várias gigs pelo Brasil, nossa formação teve várias alterações e tocamos por três vezes no continente europeu: a primeira vez em 1996, a segunda em 1998 e a terceira em 2002. Isso nos possibilitou conhecer um pouco da cena e da cultura de países como Alemanha, Bélgica, França, República Tcheca, Eslováquia, Espanha, Itália, Holanda, Hungria, Áustria e Suíça. A parte lírica da banda é bastante importante, pois por meio dela expressamos nosso descontentamento com as conveniências sociais e os valores preestabelecidos. Não raramente as letras apresentam um teor cético, sarcástico e radical que se tornou uma marca do ROT. Embora a banda tenha sido rotulada como política, nós mesmos nunca nos sentimos assim, pois o conteúdo lírico inclui também diversos assuntos filosóficos e experiências pessoais que tornam a identidade da banda ainda mais forte.
ta aí um Split com duas bandas muito Fodas mandando algumas cAnÇõEs De nInAr pra vocês.

Nenhum comentário: