"TeCnOLoGia A SeRviÇo Do KaOs."

domingo, 8 de março de 2009

Leia ou MORRA.



NA CERTEZA DE QUE A ETERNIDADE SEJA EFÊMERA ELE VAI, DESPEDE-SE DA VIDA COMO QUEM PARTE ATRASADO, ANDA PELAS RUAS DESERTAS COMO DAMA DA NOITE, PROMISCUA FÊMEA. ATRÁS DO QUE SEMPRE VAMOS?
O QUE PROCURA A VIDA EM VOCÊ, PONTOS FRACOS?
A VER PELA ÚNICA CERTEZA ÚTIL TEMOS A MORTE, AMIGA FURIOSA QUE ESPANCA O CORPO NU DA VIDA E MOSTRA SUA BELEZA FÚTIL, SUA CARA MALIGNA. ANDARILHA VADIA QUE DESTROI HÁ SÉCULOS A ALMA DE TODAS AS MATILHAS, MAS ELA É O VERDADEIRO CÃO, A MADRASTA NEFASTA, DIVINA.
NA NOITE BUSCAMOS ALEGRIA, SOMOS LIVRES COMO É "LIVRE" A EUFORIA QUE VEM EM COMPRIMIDOS, GARRAFAS... AH! FUMAÇAS ILÍCITAS NOS DÃO A FUGA DESSA NOVELA VAZIA.
NO CORPO A ARTE EXATA COMBINA COM METAIS QUE RASGAM O CORPO, E A DOR É A DOR QUE ENOBRECE A DOR QUE EXCITA, ASSIM COMO TAMBÉM SÃO NOBRES OS PRAZERES CARNAIS.
VAI HOMEM! VAI A LUTA, PÕE SUAS ROUPAS ,SAI, RASGA SUA ALMA, IGNORE A MODA E, NA ESCOLA BUSQUE A CERTEZA DE QUE JÁ É HORA DE REVOLTA. (DENTRO DE TODO HOMEM HÁ UMA CRIANÇA REVOLUCIONARIA).
NOSSAS ESPADAS EMITEM SONS RAIVOSOS, MAS O QUE HIPNOTIZA NÃO SÃO OS RUÍDOS, É A RECIPROCA IDEIA DE TI E DA INTERIOR VERDADE, "SOU EU SEMPRE, PORQUE EU SOU A INSANA REALIDADE".
EMBRIAGADO NA ESTRUTURA CONFUSA DO MEU SER PERMANEÇO CALADO E, EM FRENTE AO PALCO VEJO O ROCK ‘N ROLL DE UMA FORMA BONITA ME APRESENTAR AO TÃO TEMIDO diabo. SUBO ENTÃO ATÉ ESSE ALTAR SAGRADO, E LA DE CIMA VEJO QUE NÃO PRECISO DE REGRAS E/OU NORMAS, NADA QUE SEJA OBRIGADO. NA' MAIS PURA SENSAÇÃO LIVRE QUE A FIEL LIBERDADE NOS TRAZ EU PULO SOBRE A MULTIDÃO, E ELA ME RECEBE COM TAMANHA INTENSIDADE QUE UM SEGUNDO ALI, PRA MIM É A PRÓPRIA ETERNIDADE. ENTÃO CONSCIENTEMENTE DESMAIO E DECLAMO GRITANDO OS VERSOS DESTILADOS DA POESIA DA MINHA VIDA NO NOBRE ROCK ‘N ROLL PSICODÉLICO PSICO GRAFADO (SE VOCÊ MISTURAR VIDA COM ROCK ’N ROLL VAI PERCEBER QUE O MAIS FÓDA DE TODOS OS ESPORTES RADICAIS É A CRUA RODA PUNK, A MAIS INTENSA CONTEMPLAÇÃO DA VIDA. É COMO QUE SE NESSE MESMO PALCO A PRÓPRIA VIDA FOSSE UMA PUTA BONITINHA DE DEZESSETE ANINHOS FAZENDO STRIP, E A CADA ACÓRDE NOVO DO NOSSO VELHO ROCK ‘N ROLL ELA SE OFERECE PRA VOCÊ COMO VERDADEIRA DAMA EXCITADA E, DENTRO DESSA MESMA RODA PUNK EU À ESTUPRO E DEPOIS VOU PASSANDO SEU CORPO PELA MULTIDÃO ENLOUQUECIDA DE VOLTA AO PALCO, E DE NOVO NO PALCO ELA GANHA VIDA.E TUDO COMEÇA DE NOVO.PRA MIM, MISTURAR VIDA E ROCK ‘N ROLL É ISSO).
MANTENHO CONTATO COM O OUTRO LADO E PARA ABRIR A PORTA E CONVERSAR COMIGO, O "EU" DO OUTRO LADO, EU ACENDO UM PENSAMENTO E VIAJO ENQUANTO MEU CORPO NO AR É LANÇADO, DESCUBRO O QUE SOU E, VOLTO PARA LIBERTAR-ME SÓBRIO DA INFELIZ SOCIEDADE. APRENDO ENTORPECIDO PRA ENTENDER O QUE DE MIM QUER A REALIDADE.
MEU ÁLIBI É A LOUCURA E ASSIM REVOLUCIONO 24 HORAS DENTRO DE UM MINUTO, E ASSIM VIVO INTENSAMENTE CADA SEGUNDO ( COMPARO ISSO A DETERMINAÇÃO DE UMA CHUVA, QUE SEMPRE MOLHA OS TELHADOS); (METAFÓRICAMENTE FALANDO ISSO TAMBÉM ESTA LIGADO A BRASA DO CIGARRO QUE QUEIMA FEROZMENTE ATÉ A ÚLTIMA TRAGADA).
O PUNK É COMO O CORPO QUE NASCE PRA SER ENTERRADO. CEMITÉRIO, AH! TÃO DESEJADA MORADA, QUEM SEMPRE TANTO QUIS DIZER, QUIS GRITAR, NO EPITÁFIO SE EXPRESSA. DERRADEIRA POESIA DO POETA, SUJEITO CONFUSO QUE AMA A LUA E, A NOITE, A AMANTE SUA, SEMPRE LHE ESTUPRA COM AMOR E O RESGATA DA BOÇAL VERDADE DO DIA E, SE ENTREGA TOTALMENTE PURA. COMO SE FOSSE A MAIS NATURAL DAS ERVAS. E COMO É PURA A VONTADE DE NOVOS DIAS DA NOSSA ARDENTE ANARQUIA, REVOLUÇÃO ARCO-IRIS TORTO SÓRDIDO E ESCURO QUE BRILHA NO HORIZONTE "A SUPER NOVA SUPER DA POESIA".
AH COMO É BOA ESSA VONTADE LOUCA DE ME PERDER DA VIDA... E ME ACHAR DE NOVO DENTRO DE UM NOVO DIA, E ESPERAR ANGUSTIADAMENTE PELA NOITE, ESSA EFÊMERA ETERNIDADE QUE NA REALIDADE TRANSFORMA TODOS OS HOMENS E, NA LOUCURA APENAS NOS LIBERTA. É A CHAVE DA PORTA DA PERCEPÇÃO, A PSICODELIA QUE NOS ESPERA E QUE NOS LEVA PRA LONGE DA INESCRUPULÓSA RAZÃO.

Um comentário:

Pandora! disse...

é uma verdadeira poesia!