"TeCnOLoGia A SeRviÇo Do KaOs."

domingo, 25 de abril de 2010

Bulimia - Se julgar incapaz foi o maior erro que cometeu! (2001)



Banda de punk rock feminino feminista de Brasília.
“Se jugar incapaz foi o pior erro que cometeu” -CD
Primeiro e único cd desta banda feminina/feminista que balançou a cena candanga com um punk rock simples, gritado e agressivo. Algumas músicas simbolizaram tão bem o inconformismo das garotas em relação ao machismo dentro do punk rock que se transformaram em hinos, cantados em coros por homens e mulheres nos shows, como em “Punk Rock (não é só pro seu namorado)”. O disco capta uma versão mais sonora da energia dos shows nessas 15 das 16 músicas feitas pela banda durante sua curta existência (1998-2001).
Pois é galera, na minha opinião uma da melhores bandas de garota que eu já ouvi, não somente de garotas mas de punk nacional também, pelo som foda que elas fazem, pelos protestos em suas letras e por suas atitudes de quebar um padrão de homens sendo mais ativos na cena, ela se impondo com dignidade e justiça mostrando que o punk não foi feito somente para homens ou para seus namorados, que garotas também podem protestar, lutar e honrar um ideal digno, destruindo toda homofobia machista que a sociedade constroi no seu dia a dia.

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Efeito Anarcotizante - DEMO (2009)



Um festival de bandas de colégio, em setembro de 2007, foi a motivação para que Aline (guitarra), Fernanda (vocal) e Anna (baixo) colocassem em prática a idéia de montar uma banda. Para a batera, chamaram Luan. Mas somente em dezembro do mesmo ano que a banda ganhou o nome Efeito Anarcotizante e um som verdadeiramente punk.
Em julho de 2008, Anna e Luan sairam da banda. A partir de entao, o Efeito estagnou.
Depois de várias tentativas para definir a nova formação, a banda voltou a tocar em fevereiro de 2009 com Klevin (Barrikaadi/Necrose) na batera. Fernanda assumiu o baixo e dividiu o vocal com Aline.
Em abril de 2009, Cristina entrou como vocalista, compondo a formação atual.

Som Foda de garotas de atitude e ideais conscientemente punks, mandando um som anarco e calando a boca de muito maluco metido a macho e cheio de blablabla atitude mas que na real não faz porra nenhuma em prol de nada além de quere chapa o coco e ter visual..... baixem esse som aí que é protesto consciente feito por garotas punks que não estão dispostas somente a estar no rolê e ser apenas uma presença feminina, mas que também estão dispostas a fazer a diferença, protestar e gritar por um mundo melhor.

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Limp Wrist - Discografia (2005)


Limp Wrist é uma banda americana de punk hardcore que surgiu em 1998 com os membros das bandas Los Crudos, Hail Mary, Devoid of Faith, and Kill the Man Who Questions. , e Kill the Man Who Questions. Músicas rápidas e contestadoras a banda toca em temas sobre a comunidade LGBT em suas performances ao vivo e letras. Eles se identificam como parte do queercore subcultura punk , e também são straight edges . Referindo-se ao seu estilo de música punk hardcore, ou seja eles todos são gays !!!
mas e daí o som dos cara é foda, são contra os padrões sociais e defendem algo que no qual acreditam e o melhor tocam rápido, bem rápido hehehe..... Então você que não tem preconceito e luta contra isso, que manda a homofobia pra puta q pariu e curte um hardcore insano baixem isso e divirtam-se porque o som é muito foda....

I Shot Cyrus - complete discography (1997-2001)


e aí ta afim de um hardcore rápido, contestador, oldschool e com uma pitada de powerviolence? então tá na mão, I shot Cyrus é a solução para seus podres ouvidos insanos afim de velocidade, kaos e revolta, som pra quem leva ao extremo o lema TOQUE RÁPIDO OU MORRA!!!
bANDA Que iniciou sua trajetória em 1997 em São Paulo,nome I ShoT CyRus (inspirados no filme “Warriors, os Selvagens da Noite”) faziam um hardcore com protestos a flor da pele com raiva e ódio excessiva as injustiças sociais e prontos para o caos... banda de responsa com direito a já ter feito turnês pela europa a primeira vez com o discarga, Confronto e Nueva Ética que nesse rolê eles gravaram esse material e então discografia até aquela época... pois então por 11 anos o I ShoT cyRuS proclamou o kaos através do seu hardcore por todo o brasil e uma parte do mundo e infelizmente a banda acabou em 2001, entaõ fica aí um registro dessa banda foda, pra qem curte um hardcore rápido, moshar e dá voadeira com os dois pés na parede.

domingo, 18 de abril de 2010

Os dez princípios do Anarquismo:


Autonomia: Esta é a condição indispensável para obter-se a liberdade individual/coletiva. Significa o respeito às decisões, vontades, e opiniões do indivíduo em relação ao grupo e vice-versa. Por exemplo, caso um grupo decida em prol de determinada ação, os membros discordantes não ficam obrigados a participar da mesma. Para isso não devem haver relações de dependência que impeçam as pessoas de se posicionarem livremente.

Apoio Mútuo: É a ajuda entre seres de uma organização social onde as partes interagem, auxiliando-se e fortalecendo-se. Tal prática não permite disputas, que são fundamentadas no principio irracional de superioridade entre seres, sendo destrutivas para o convívio humano. Nossa proposta é somar forças para alcançar uma melhor qualidade de vida para todos.

Autogestão: Autogestão é por princípio, a comunidade cuidando diretamente, de seus próprios deveres e interesses. Para que ela aconteça terá de haver ampla liberdade de organização sem leis cerceantes e hierarquias. Por este simples fatos os partidos e legisladores tornam-se desnecessários. Afinal se as pessoas tomam para si as responsabilidades de gerenciamento de suas vidas, os representantes profissionais e demais poderes são completamente inúteis.

Internacionalismo: Não deveriam existir fronteiras. Não deveriam existir nacionalidades. Patriotismo é um sentimento mesquinho e egoísta que só faz acontecer guerras inúteis e acirrar a raiva entre os povos. A luta pela liberdade passa pela derrubada do capital, que explora e oprime em todo o globo. Ao invés do estado nação, defendemos a autodeterminação dos povos. Somos internacionalistas pois nossa ação revolucionária acontece em todos os lugares do planeta.

Antimilitarismo:
Dentro da instituição militar impera o autoritarismo a partir de um complexo esquema de hierarquia de poder. Qualquer tipo de autoritarismo é inválido ! Por que um é melhor que o outro ? Porque é mais velho ? Porque tem mais medalhas no peito ? Todos são iguais! Uns podem deter mais experiência, pois então que a passe para os outros! O respeito virá naturalmente! Criar um sistema hierárquico por via de medalhas e impô-lo a todos é artificial! Abaixo o Autoritarismo!

Ação Direta: A ação direta é o princípio onde você faz e decide diretamente tudo que lhe diz respeito, em oposição a idéia de representação. O indivíduo por ser único é impossível de ser representado. Quando os movimentos sociais passam a agir e não somente reagir ao sistema, pacífica ou violentamente se faz chamar de ação direta, a maturidade de uma organização, a essência da atuação libertária e a única maneira de trilhar um caminho contínuo para a revolução social.

Autodefesa: Um princípio libertário que propõe a defesa do indivíduo e/ou coletivo, para garantir sua sobrevivência contra as forças opressoras da reação. Temos de nos defender do sistema e derrubá-lo, a liberdade não é negociada, nem barganhada, mas sim conquistada.
Não se pode "confiar na polícia" e muito menos fazer-nos de vítimas indefesas do sistema. A característica da luta ácrata é a ética e dignidade, "é melhor morrer de pé do que viver de joelhos"; a autodefesa acompanha toda a atuação anarquista.

Viver a Vida!: Fazer a sua parte não é encarar o mundo sob uma visão pessimista. Mesmo sabendo que o mundo é cruel, temos de saber que não podemos mudá-lo de uma hora para a outra. Por isso, antes de desistir, desacreditar-se, dar um tiro na cabeça ou tomar qualquer outra atitude assassina-suicida, é necessário encarar a realidade, sabendo que, com pequenas atitudes e esforços, conseguimos mudar a cena.

Individualismo: Individualismo não é, como a maioria faz crer, uma forma de egoísmo, e sim uma valorização do indivíduo, do individual. Um individualista é único, incopiável, livre e incensurável. "Até onde começa a liberdade do próximo." Todos somo únicos. Até o mais alienado dos humanos tem uma qualidade, uma peculiaridade a mais ou a menos pelo menos. Tais qualidades não significam que há melhores ou piores, e sim que somos todos diferentes, únicos. Massificar, exigir de todos o mesmo comportamento e rendimento, é um atentado à vida, tão vil quanto julgar-se individualista pelo cruel ato de pensar no seu próprio umbigo apenas, mesmo que, para isso, tenha de atropelar, pisar, esmagar e ignorar aos demais.

Apartidarismo:
Eleições criam ilusões e desviam energias da luta direta contra o estado e o capital, deixando desarmados os trabalhadores. Em 1970 os Chilenos acreditaram que se acabaria com o capitalismo elegendo um presidente socialista, em 1973 os militares rasgaram a constituição e instalaram a sanguinolenta ditadura de Pinochet. Em 1964, por muito menos os militares brasileiros rasgaram a constituição e apearam Jango do poder. Portanto não será elegendo um operário, um democrata ou um socialista que sairemos desse pesadelo. Aqui e agora, no seu bairro, no seu local de trabalho, na sua família, na sua escola. Lutando junto aos seus companheiros pela liberdade e para romper as estruturas autoritárias da sociedade, devemos lutar para cotidianizar a revolução e revolucionar o cotidiano.

VOTE NULO, NÃO SUSTENTE PARASITAS!

Retirado do site: Anarco punk

segunda-feira, 12 de abril de 2010

DxDxOx - O inferno é só um lugar DEMO (2008)



Hoje eu tô afim de posta bagaceira hahahahahahaha, de preferência grindcore e demais preferência ainda nacional pois por mais que na porra desse país é cheio de desgraça acontecendo, político filho da puta roubando e saindo ileso, policiais malditos espancando inocentes e a população so qerendo saber de samba e ver novela da globo, existe uma porrada de banda boa nesse país e essa banda que to postando aki não fica nem um poco atrás...... São 12 sons em 13 minutos então já da pra imagina, coloque o som no máximo as 3 da manhã e choque sua família e seus vizinhos ate o ponto que eles chamem a ambulância de um hospicio para te amarrar numa camisa de força, por que esse som é doido!!!!

banda de CamPo Grande - Mato Grosso do sul, começou em 98 com Diego, Pimpo (guitarra) e Cleiton (baixo). Depois Enrique entrou para o vocal. No começo as influências eram de clássicas bandas punks como Misfits, Ramones, Olho Seco e Ratos de Porão. O som foi ficando cada dia mais podre e assimilando influências do grindcore e barulho em geral. Em 2000 fizemos várias entrevistas para zines, entre eles o Puta Vomitada e outros, saindo também com uma entrevista em um zine da Malásia, que abriu diversos contatos internacionais para a banda (trocas, divulgações). A formação sempre foi instável, onde passaram muitos amigos com a gente. O DORDEOUVIDO passou por uma reformulação, e agora temos Tomaz Feelings (que toca também no PICTURES) e Adaulba Kid (toca também no THE RIOTTERS) e o negócio tá pesado, hardcore rápido, sem frescura e com vocal de monstro.
Atualmente a banda está estabilizada com a formação:

Enrique DxDxOx: vocal
Diego T. Billy: bateria
Adaulba Kid: baixo
Tomaz Feelings: guitarra-backing vocals

R.O.T - sociopathic behaviour (1999)


O ROT teve início em 1990, formado por Mendigo e Marcelo, que, mesmo antes dessa data, já estavam bem ativos no meio underground punk e metal, seja no envolvimento com outras bandas e projetos ou fazendo fanzines, trocando tapes e mantendo contato com pessoas ao redor do mundo. O caráter da banda desenvolveu-se a partir desse forte envolvimento com o underground de um modo geral, embora o ROT dificilmente possa ser enquadrado dentro dos padrões do metal ou do punk. Ao longo desses anos todos muita coisa aconteceu conosco: conseguimos lançar e distribuir nosso material de maneira honesta e independente,tocamos várias gigs pelo Brasil, nossa formação teve várias alterações e tocamos por três vezes no continente europeu: a primeira vez em 1996, a segunda em 1998 e a terceira em 2002. Isso nos possibilitou conhecer um pouco da cena e da cultura de países como Alemanha, Bélgica, França, República Tcheca, Eslováquia, Espanha, Itália, Holanda, Hungria, Áustria e Suíça. A parte lírica da banda é bastante importante, pois por meio dela expressamos nosso descontentamento com as conveniências sociais e os valores preestabelecidos. Não raramente as letras apresentam um teor cético, sarcástico e radical que se tornou uma marca do ROT. Embora a banda tenha sido rotulada como política, nós mesmos nunca nos sentimos assim, pois o conteúdo lírico inclui também diversos assuntos filosóficos e experiências pessoais que tornam a identidade da banda ainda mais forte.

Banda responsa pra karai de grindcore old school, então você que curte um som desgraçado, podre, sujo e rápido e com protesto contra deus e o resto do mundo baixem essa porra aí e não perca tempo....

sábado, 10 de abril de 2010

The Adicts - Songs Of Praise (1981)


Este é o primeiro album de estúdio da banda.
The Adicts foi formado em 1975 no interior da Inglaterra e tem o visual
inspirado nos Droogs do filme Laranja Mecânica.
Ainda ativa, esteve no Brasil pela primeira vez no ano passado, quando fez apenas 2 shows, sendo ambos em SP.
Destaco ai os petardos desse disco, England, Viva La Revoluiton e Numbers.
Se ainda não conhece é hora de ir as raízes.
Vamo pogar ao som dum punk rock das base.


Numbers

Eu não quero ser um número
Como ser um prisioneiro
Eu só quero ficar livre
Não quero ser o número três

Eu não quero ser nenhum 1 2 3 4 5 6 7 8

Assinando no ponto
Ganhei meu nome num formulário
Achei que já tinha feito tudo
Eles te tratam como louco

Eu não quero ser nenhum 1 2 3 4 5 6 7 8

Você é apenas um número
E eu não tenho um nome
Você é apenas um número
E eu não tenho um nome

Sentado na cela da prisão
Um número no meu baú
Idade é apenas um número
A múmia não faria melhor

Eu não quero ser nenhum 1 2 3 4 5 6 7 8

Você é apenas um número
E eu não tenho um nome
Você é apenas um número
E eu não tenho um nome











quarta-feira, 7 de abril de 2010

CoNFoRmiSmO.





O conformismo nos envenena com seu chá de falsa liberdade nos levando a outra realidade a que não é a nossa, tal ela como na TV, será que as novelas que aparecem na TV contradizem ou é o nosso modo de viver? FUTEBOL: será que o gol do seu atacante favorito pagará as suas contas que há meses estão vencidas? MODA, será que as modelos um dia não envelhecerão, e a morte nunca as alcançarão, assim como a velhice é a única relação que se pode ter com todo aquele jogo de estética, status, resumidamente de fugir da nossa realidade, a de uma simples pessoa que paga impostos todos os dias, E o nosso dia a dia também não é conformista ? É tão estranho ver ricos desfilando com seus carros de luxo e do outro lado a pobreza gritante, o olhar das crianças que lutam para viver a cada dia e todos conformados com isso como se fosse uma coisa tão normal afinal esse é o jeitinho brasileiro de se viver empurrar com a barriga, isso não é problema meu, fazer de conta que não enxergamos um problema que também é meu automaticamente também é seu... Por quê? Por que não somos nós que passamos fome, não sentimos frio nas noites geladas nas sarjetas das grandes cidades, Não somos nós que trabalhamos uma vida inteira em troca de um salário que mal alivia a fome. Será que para estender a mão à pessoa que você tanto gosta ou ate mesmo você terá que passar por isso um dia. (Falar é fácil estar no problema que é o difícil).

Resta-nos dizer não a toda essa hipocrisia, não aceitar o que as pessoas por sua natureza normal têm em se conforma com tudo que há de ruim como a inutilidade das guerras onde somente inocentes se fodem, a ilusão da moda, a mentira da TV e a todo esse teatro que o ser humano vive nesse mundo, fingindo que tudo está tudo bem, mas que no fundo a única certeza que tem é que tudo está uma merda! Não se conforme com isso, busque por algo real e não se renda há um sistema que só quer te oprimir e te calar, lute por sua liberdade defenda os seus ideais e conscientize a si mesmo, para que você possa estar apto a conscientizar outras pessoas a lutar por uma sociedade livre de correntes e amordaças que nos impede de ser quem realmente somos.

Texto escrito por: Gilcélio, Fraan, João Paulo unidos em prol do Faça você mesmo.

amigos do blog: FúRia De VêNuS

Doom - War Crimes "Inhuman Beings" (1988)


véi o que dizer dessa banda, juntamente com Extreme Noise Terror e Disrupt é umas das maiores referências do Crust punk mundial, que é um dos estilos de som do underground que eu mais ouço porque curto muito essa desgraça, além de ser anarquista, libertário e com letras de protesto ao extremo que destrói essa desgraça de sistema, esse som é fudido pra karai.
Doom banda vinda de uma cidade do interior da Inglaterra , Birmingham que por incrivel que pareça também cidade do Napalm death e Extreme noise Terror, surgiu em 1987 com intenção de aterrorizar essa sociedade capitalista politica cristã.
E estou postando aqui um dos melhores senão o melhor álbum da banda o War Crimes o primeiro álbum remasterizado da banda, você que não conhece e curti um barulho nervoso baixe, você que já curte aproveite e estoure seus ouvidos mais uma vez.